Hacker que obrigava vítimas a fazer sexo real ou virtual é preso

Fantástico revelou como agia Antonio Pereira, preso na Inglaterra.
Criminoso invadia perfis em redes sociais e chantageava as vítimas.

Domingo passado (26), o Fantástico revelou como agia o hacker Cristian Antonio Pereira, que usava na internet o nome falso Fred Maya.

Ele invadia perfis de mulheres em redes sociais e chantageava as donas: só devolveria o perfil para quem fizesse sexo real ou virtual com ele.

Em 2012, Cristian Pereira foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão por um estupro cometido em Londrina, no Paraná.

Só que ele respondia em liberdade e, antes da sentença, conseguiu fugir para a Inglaterra. Era de lá que ele invadia os computadores de suas vítimas brasileiras.

Na Inglaterra, ele também cometeu crimes sexuais e, segundo a Interpol, agora está preso.

“São duas acusações de estupro e uma acusação de atentado violento ao pudor”, conta Renato Lima, delegado da Polícia Federal.

A repercussão da reportagem foi imediata. “Finalmente, o fim deste pesadelo!”, declara uma vítima. “Também sofri pra caramba nas mãos desse cara!”, desabafa outra. “Eu também entrei pra lista desse marginal, que ódio!”, diz uma terceira vítima do criminoso.

Uma jovem diz que conheceu Cristian Pereira em Oxford, que fica a uma hora de Londres.  Ela fazia intercâmbio e estudava inglês em uma escola.

“Uma menina me apresentou ele e eu adicionei ele no telefone e comecei a conversar com ele. Logo depois disso as minhas contas foram hackeadas”, conta.

A jovem teria recebido o mesmo tipo de chantagem, mas sempre por mensagens de texto.

“Ele nunca apareceu em vídeo. Eu não sabia quem era, não tinha nenhuma pista de quem era”, diz a jovem.

Por isso, ela não desconfiou quando Cristian soube do problema e ofereceu ajuda. Ela conta que os dois se encontraram no carro dele e que Cristian começou a dirigir para fora da cidade.

Daqui do Brasil, a mãe dela estranhou o nervosismo da filha durante um telefonema e ligou de novo.

“Eu sabia que ele entendia português, eu falei ‘coloca no viva voz’. ‘Minha filha, eu já liguei pra família onde você está e pedi que a polícia fosse atrás’”, conta a mãe.

Só assim Cristian deixou a jovem voltar para casa.

A mãe que salvou a filha conta que também foi hackeada por Cristian Pereira.

“Ele entrou nos meus e-mails, na minha rede social, me ameaçou de estupro. Se eu não fizesse um strip-tease pra ele, ele ia mandar alguém vir aqui me matar”, revela.

A Interpol pediu que a Justiça paranaense se manifeste sobre o interesse na extradição de Cristian Antonio Pereira, ainda que o sistema britânico, nesses casos, só entregue o condenado após o cumprimento da pena na Inglaterra.

“Todas as documentações necessárias pra se possibilitar a extradição já foram encaminhadas pelo juiz da Vara de Execuções Penais de Londrina”, diz a promotora Márcia Rodrigues dos Anjos.

Fonte: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/11/hacker-que-obrigava-vitimas-fazer-sexo-real-ou-virtual-e-preso.html

Vídeo em:

1. Vídeo mostra hacker ameaçando mulher em troca de sexo virtual ….. http://www.youtube.com/watch?v=Xm6kCZL1Zow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *