Golpe usa dados roubados na web para enviar multas falsas no Brasil

Dia 14 de agosto de 2015, Da Redação.

De acordo com a Kaspersky, informações dos motoristas são roubadas da base de dados do DETRAN e estão à venda na web por cerca de R$150.

 

Cibercriminosos brasileiros usam dados roubados do DETRAN para enviar multas falsas para usuários com a intenção de roubar dinheiro desses motoristas. As informações são da Kaspersky Lab.

De acordo com a empresa de segurança, essas informações verdadeiras dos motoristas roubadas da base de dados do DETRAN estão à venda na chamada Deep Web ou em anúncios publicados em sites de leilão/e-commerce.

Um banco de dados roubado do DETRAN com diversas informações dos motoristas, como endereço, telefones, CPF/CNPJ e e-mail, pode ser comprado na Internet por cerca de 150 reais, aponta a Kaspersky.

A partir disso, os criminosos enviam essas multas falsas por e-mail ou até pelo correio. Os documentos fraudados podem trazer até a foto do veículo da vítima.

Por isso mesmo, diversos DETRANS do Brasil emitiram alertas com instruções para os usuários se protegerem contra esses golpes.

Como se proteger

A Kaspersky Lab reuniu algumas dicas para evitar ser vítima destes golpes. Veja abaixo a lista:

1) Nenhum órgão de trânsito envia multas por e-mail, qualquer mensagem com esta temática deve ser ignorada e nunca abra os links ou anexos contidos nelas.

2) Ao receber uma multa pelo Correio, verifique a veracidade do documento no site do DETRAN do seu estado, mesmo que ela traga a foto do seu veículo. Lembre-se que uma multa sempre é precedida por uma notificação, caso receba apenas o boleto, desconfie! É possível também usar o número RENAVAM e verificar a veracidade da multa junto aos Bancos credenciados.

3) Ao efetuar o pagamento de multas de trânsito reais através da internet, no site do seu banco ou pelo aplicativo do celular, efetue o acesso de forma segura verificando a presença do cadeado SSL no canto esquerdo do navegador. Complemente a segurança da conexão utilizando a função “Safe Money” do , ela criará um ambiente isolado para proteger o usuário no momento do pagamento de títulos e do acesso aos sites bancários.

4) Proteja as informações armazenadas em seu computador: documentos de veículos e carteiras de habilitação que foram escaneadas devem ser armazenadas de forma cifrada no computador, para impedir que estes e outros dados sejam roubados por trojans. Usuários do contam com o recurso “Data Encryption”, que garante que tais informações sejam acessadas apenas pelo dono do documento. 

Fonte: http://idgnow.com.br/internet/2015/08/14/golpe-usa-dados-roubados-na-web-para-enviar-multas-falsas-no-brasil/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *