Dicas para prevenção

A prevenção de crimes cibernéticos pode ser simples. Quando o usuário estiver amparado por pequenas recomendações técnicas e bom senso, muitos ataques podem ser vitados. Normalmente, os criminosos on-line tentam obter lucros da forma mais rápida e fácil possível. Quanto mais você dificultar essa tarefa, maior a probabilidade de eles desistirem de você e passarem para um alvo mais fácil. As dicas abaixo fornecem informações básicas sobre como você pode prevenir fraudes on-line.

Mantenha seu computador atualizado com os patches e atualizações mais recentes.

Uma das melhores formas de manter seu computador livre de agressores é aplicando patches e outras correções de software assim que eles se tornam disponíveis. Ao atualizar seu computador regularmente, você impede que os agressores tirem proveito das falhas do software (vulnerabilidades) que, do contrário, seriam usadas para entrar no seu sistema.

Apesar de a atualização do seu computador não ser suficiente para proteger você contra todos os ataques, ela torna o acesso ao seu sistema muito mais difícil para os hackers, ela bloqueia totalmente vários ataques automatizados e pode levar um agressor menos determinado a procurar outro computador mais vulnerável.

Versões mais recentes do Microsoft Windows e outros sistemas populares podem ser configuradas para fazer o download e aplicar atualizações automaticamente, assim, você não precisa se lembrar de verificar a disponibilidade do software mais recente. Se você aproveitar as vantagens dos recursos de “atualização automática” do seu software, já será um grande começo para manter a sua segurança on-line.

Verifique se o computador está configurado com segurança.

Lembre-se de que um computador adquirido recentemente pode não ter o nível adequado de segurança de que você precisa. Ao instalar o computador na sua casa, preste atenção para não fazer o seu sistema simplesmente funcional, mas concentre-se também na sua segurança.

A configuração de aplicativos da Internet, como o navegador da Web e o programa de e-mail, é uma das áreas que merece mais atenção. Por exemplo, algumas configurações no seu navegador da Web (como o Internet Explorer ou Firefox) determinarão o que acontece quando você acessa sites na Internet. As configurações de segurança mais rigorosas proporcionarão maior controle sobre o que acontece on-line, mas podem também causar frustração em algumas pessoas, com um volume exagerado de perguntas do tipo “Isso pode não ser muito seguro, deseja realmente seguir em frente?” ou a incapacidade de fazer o que desejam.

A seleção do nível apropriado de segurança e privacidade depende de cada usuário do computador. Muitas vezes, as configurações de privacidade e segurança podem ser definidas adequadamente sem nenhum conhecimento especial. Basta usar o recurso “Ajuda” do seu software ou ler as informações contidas no site do fornecedor. Caso não se sinta à vontade para definir essas configurações sozinho, consulte alguém conhecido em quem você confie para obter assistência ou entre em contato diretamente com o fornecedor.

Escolha senhas complexas e não as divulgue.

As senhas são muito usadas na Internet atualmente. Usamos senhas para tudo; para solicitar a entrega de flores, fazer transações bancárias, acessar o site da nossa companhia aérea favorita para verificar quantas milhas temos acumuladas, etc. As dicas a seguir podem ajudá-lo a tornar a sua experiência on-line mais segura:

A seleção de uma senha que não possa ser facilmente descoberta é o primeiro passo para a manutenção de senhas seguras e longe de mãos erradas. Senhas complexas têm pelo menos oito caracteres e incluem uma combinação de letras, números e símbolos. Evite usar estas informações como senhas: seu nome de login, qualquer informação baseada em informações pessoais (como seu sobrenome) e palavras que possam ser encontradas no dicionário. Tente selecionar senhas complexas e únicas para proteger atividades como transações bancárias on-line.

Guarde suas senhas em um local seguro e tente não usar a mesma senha para todos os serviços que você utiliza on-line.

Altere suas senhas regularmente, no mínimo a cada 90 dias. Isso pode limitar o dano causado por alguém que já tenha obtido acesso à sua conta. Se você notar algo suspeito com uma de suas contas on-line, uma das primeiras coisas a fazer será alterar a sua senha.

Proteja seu computador com softwares de segurança.

São necessários vários tipos de software de segurança para se obter uma segurança on-line básica. Um software de segurança deve apresentar recursos essenciais como programas antivírus e firewall. Um firewall é normalmente a primeira linha de defesa do seu computador. Ele controla quem e o que se comunica com o seu computador on-line. Você pode considerar o seu firewall como um “policial” que vigia todos os dados que tentam entrar e sair do seu computador pela Internet, permitindo comunicações que têm a garantia de serem seguras e impedindo que o tráfego “ruim”, como ataques, entrem em seu computador.

A segunda linha de defesa é o seu software antivírus. Ele monitora todas as atividades on-line, como mensagens de e-mail e navegação na Web, além de protegê-lo contra vírus, Cavalos de Tróia e outros tipos de programas maliciosos. As versões mais recentes de programas antivírus, como o Norton AntiVirus 2006, protegem também contra spyware e programas potencialmente indesejados, como adware. Um software de segurança que lhe permite controlar software indesejado e o protege contra ameaças on-line é essencial para manter a sua segurança na Internet. Seu software antivírus e anti-spyware devem ser configurados para serem atualizados automaticamente, e devem fazê-lo toda vez que você se conecta à Internet.

Pacotes de segurança, como o Norton Internet Security, que combinam firewall, antivírus e anti-spyware com outros recursos (como anti-spam e controles para pais), tornaram-se muito populares, pois oferecem tudo o que um software de segurança precisa para a proteção on-line em um único pacote. Muitas pessoas consideram o uso de um pacote de segurança uma alternativa atraente para a instalação e configuração de vários tipos de software de segurança, além de ajudar a mantê-los todos atualizados.

Proteja suas informações pessoais.

Tenha cuidado ao compartilhar informações pessoais como o seu nome, endereço residencial, telefone e endereço de e-mail on-line. Para aproveitar as vantagens de vários serviços on-line, você inevitavelmente terá de fornecer informações pessoais a fim de processar a cobrança e entrega de mercadorias. Como é quase impossível não divulgar nenhuma informação pessoal, a lista a seguir contém algumas recomendações sobre como compartilhar informações pessoais on-line de forma segura:

Fique atento a mensagens de e-mail falsas. Indicadores de uma mensagem fraudulenta são erros de ortografia e gramática, frases que não soam bem, endereços de sites com extensões estranhas ou que são formados somente por números (pois normalmente teriam palavras) e qualquer outro detalhe que pareça pouco comum. Além disso, as mensagens de phishing quase sempre solicitam que você aja rapidamente para manter sua conta aberta ou atualizar sua segurança, ou solicitam com urgência que você forneça informações imediatamente, caso contrário uma tragédia acontecerá. Não morda a isca.

Não responda a mensagens de e-mail que solicitam informações pessoais. Empresas genuínas não usarão mensagens de e-mail para solicitar suas informações pessoais. Quando em dúvida, entre em contato com a empresa por telefone ou digite o endereço do site da empresa no seu navegador. Não clique nos links dessas mensagens, pois eles podem direcioná-lo a sites fraudulentos e maliciosos.

Mantenha-se longe de sites fraudulentos usados para roubar informações pessoais. Ao visitar um site, digite o URL diretamente no seu navegador, em vez de seguir um link contido em um e-mail ou mensagem instantânea. Impostores quase sempre falsificam esses links para torná-los convincentes. Um site de compras, banco ou qualquer outro site em que informações confidenciais precisam ser trocadas devem apresentar a letra “S” após as letras “http” (como em https://www.seubanco.com e não http://www.seubanco.com). O “s” representa “segurança” e deve aparecer quando você estiver em uma área que solicite o seu login ou o fornecimento de outros dados confidenciais. Outro sinal de uma conexão segura é o pequeno ícone do cadeado na parte inferior do seu navegador (normalmente no canto inferior direito).

Preste atenção às políticas de privacidade nos sites e softwares. É importante que você entenda como uma empresa coletará e usará suas informações pessoais antes de compartilhá-las com ela.

Proteja seu endereço de e-mail. Os propagadores de spams e phishing muitas vezes enviam milhões de mensagens para endereços de e-mail que podem ou não existir, na esperança de encontrar uma vítima potencial. Responder a essas mensagens ou até mesmo fazer o download de imagens garante que você seja adicionado às listas deles para que as mesmas mensagens sejam enviadas no futuro. Tenha cuidado também ao divulgar seu endereço de e-mail em grupos de notícias, blogs ou comunidades on-line.


Ofertas on-line que pareçam muito boas para serem verdadeiras, normalmente não são verdadeiras.

O velho ditado “nada é de graça” continua se aplicando hoje. Softwares supostamente “gratuitos”, como proteção de telas ou carinhas sorridentes, truques para investimentos secretos que resultarão em uma grande fortuna, concursos que você ganhou sem ter nem mesmo se inscrito, tudo isso são iscas usadas pelas empresas para chamar a sua atenção.

Apesar de você não pagar diretamente pelo software ou serviço com dinheiro, esse software ou serviço gratuito que você solicitou poderá estar integrado a um software de publicidade (“adware”) que rastreia seu comportamento e exibe anúncios indesejados. Para receber o seu suposto prêmio, você talvez tenha que divulgar informações pessoais ou comprar algum outro item. Se uma oferta parecer muito boa para ser verdadeira, pergunte a opinião de outra pessoa, leia o texto em letras pequenas ou, melhor ainda, ignore-a!

Examine seus extratos bancários e de cartão de crédito regularmente.

O impacto de um roubo de identidade e crimes on-line pode ser reduzido significativamente se eles forem detectados logo após o roubo dos dados ou quando ocorrer a primeira tentativa de uso das informações. Uma das maneiras mais fáceis de descobrir se alguma coisa está errada é procurando transações incomuns nos extratos mensais fornecidos pelo seu banco ou operadora de cartão de crédito.
Além disso, vários bancos e serviços utilizam sistemas de prevenção contra fraudes que chamam a atenção para compras fora do comum (por exemplo, se você mora no Texas e de repente começa a comprar refrigeradores em Budapeste). Para confirmar essas compras fora do comum, eles poderão entrar em contato com você para que você possa confirmá-las pessoalmente. Não ignore essas chamadas. Elas indicam que alguma coisa errada pode estar acontecendo e você deve considerar alguma das atividades mencionadas na seção sobre como reagir, caso se torne uma vítima.

Fonte:  http://br.norton.com/cybercrime-prevention

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *